Receba nossa news

  •  
  •  
Você está aqui: Home Suplementos Especiais Produtos para saúde Tratamento para dores e distensões

Tratamento para dores e distensões

Tratamento para dores e distensõesAs lesões musculares têm cada vez mais alternativas para alívio e recuperação do problema, passando por acessórios, bolsas térmicas especiais e medicamentos em diversas apresentações

As lesões musculares não são problemas exclusivos de atletas. Qualquer pessoa está suscetível a distensões, que podem acontecer em diversas intensidades. E os tratamentos para esses problemas, hoje, são inúmeros, traduzindo-se num sortimento vasto para as farmácias, entre acessórios e medicamentos. Essa diversidade, somada ao aumento da qualidade de vida da população (que desenvolve mais atividades físicas), torna esse mercado bastante promissor. “Na categoria de produtos voltados para o tratamento de lesões musculares, o crescimento pode estar vinculado à busca por hábitos mais saudáveis e à adoção da prática frequente de esportes e exercícios físicos, que têm como consequência o aumento do risco de lesões musculares, as torções, ou qualquer outro trauma ortopédico superficial ou profundo”, avaliou a Hypermarcas, via assessoria de imprensa.

Na Mercur, houve um crescimento entre 15% e 30% nas vendas de produtos voltados para o tratamento de lesões musculares de 2011 a 2012. “Os destaques ficaram para as linhas voltadas para joelho, punho e tornozelo. Parte desse crescimento está na facilitação do acesso aos canais voltados para a saúde. Também favorece o mercado o aumento da consciência da população sobre a importância do cuidado da saúde e bem-estar”, avalia o diretor-geral da empresa, Breno Strussmann.

A Hanesbrands também acredita no crescimento para essa categoria. “Com relação à marca Tensor, nosso objetivo é fechar o ano de 2013 com um crescimento de 7% em volume, grande parte pela expansão da distribuição e pela consolidação, fusões e aquisições das grandes redes de farmácias. Como aproximadamente 35% das vendas de Tensor são direcionadas às farmácias, nossa aposta está em uma melhor exposição dos produtos neste canal”, afirma a gerente de marketing da Hanesbrands, Rosana Lourenço.

A Mormaii entrou nesse ramo em 2011 e até agora os resultados foram extremamente favoráveis para a empresa. “Já em 2012 crescemos 35%, em virtude de sermos uma grande marca conhecidamente esportiva e que agora também opera no mercado de saúde. Isso gerou um grande volume de venda adicional no varejo. Para este ano estimamos um crescimento médio de 15%. Não ampliamos nosso mix. Estamos apenas posicionando a linha e o grande diferencial é a colocação de expositores personalizados com o logo da marca nos pontos de venda”, conta o diretor da Elfaro – Licenciado Mormaii, Rodrigo Rossa.

E como os produtos dirigidos a esse tipo de problema são genuinamente voltados para a saúde, a farmácia é um dos principais canais nesse segmento. “Atribuímos isso à capilaridade da sua rede e à questão dos serviços de que dispõe, como lojas 24h, entrega domiciliar, a disponibilização de farmacêuticos para orientações às pessoas e outros serviços de valor’’, acredita Strussmann.

A IMPORTÂNCIA DA TERMOTERAPIA E CRIOTERAPIA

Conhecida como terapia do frio e do calor, a termoterapia é uma aplicação terapêutica que resulta no aumento ou diminuição da temperatura corporal, estimulando assim os mecanismos do corpo e auxiliando no tratamento de lesões. Ambas são formas efetivas de tratamento, além de seu baixo custo e praticidade. As terapias com calor e frio podem amenizar dores causadas por lesões musculares e articulares, devido ao seu efeito analgésico. Entretanto, nem todos os benefícios clínicos produzidos pelo calor e frio são similares, por essa razão, a fisioterapeuta pertencente ao Núcleo de Conhecimento Técnico da Mercur, Tânia Fleig, alerta que é preciso entender melhor as fontes térmicas para saber qual a melhor opção para tratar uma lesão.

Se durante a realização de um exercício o paciente torcer o tornozelo, por exemplo, o tratamento realizado com baixas temperaturas é o indicado. Chamado de Crioterapia, deve ser aplicado nas primeiras 48 horas após a ocorrência da lesão, período em que se caracterizam sinais da inflamação aguda, como dor, edema (inchaço), vermelhidão e perda de função. Segundo a fisioterapeuta, a aplicação do frio causa a contração dos vasos sanguíneos, ocasionando redução da circulação e menor formação de edema. “Com isso, ocorre o alívio da dor, a redução dos espasmos musculares e dos hematomas”, explica.

Depois da inflamação inicial, a terapia mais indicada é a Hipertermoterapia, realizada por meio da aplicação do calor. A profissional explica que com a aplicação de calor ocorre a dilatação dos vasos sanguíneos e consequentemente a melhora do metabolismo e relaxamento muscular, o que reduz a dor e a rigidez articular. “Sendo assim, a aplicação de calor não é indicada na fase aguda de lesões, pois pode aumentar a inflamação inicial e o edema” , indica Tânia.

Tanto para aplicação de calor quanto de frio, o tempo indicado na região atingida é de aproximadamente 20 minutos. A fisioterapeuta sugere o uso de bolsas térmicas, sejam as tradicionais bolsas para água quente ou de gelo, fabricadas em borracha e de diferentes tamanhos, ou as práticas versões em gel, mas sempre com uma proteção entre o acessório e a pele, como por exemplo uma toalha. “Além disso, é necessária orientação de um profissional da saúde”, finaliza Tânia.

O que muitas pessoas não sabem é que a bolsa para água quente pode ser usada também para o tratamento de dores por meio da termoterapia, ação do calor que funciona como um eficiente analgésico após 48 horas da ocorrência de traumas ou lesões.

Cólicas menstruais, abdominais e infantis, dores na coluna e reumáticas, lesões musculares na fase crônica (entorses, contusões, distensões, contraturas, torcicolos, entre outras) são alguns dos casos em que a aplicação da bolsa para água quente dilata os vasos sanguíneos e facilita a circulação do sangue, amenizando as dores. “Aplicar a bolsa para água quente por cerca de 20 minutos na região atingida é o suficiente para amenizar as dores e até mesmo aquecer o corpo”, destaca.

SORTIMENTO DIVERSIFICADO

Hoje, não são apenas os medicamentos em suas versões clássicas de comprimidos que podem aliviar ou resolver problemas relacionados a lesões musculares. A indústria investe em apresentações as mais diversas, visando alívio imediato das dores. Conheça algumas delas:

1) TIPOIA/ ÓRTESE

As tipoias servem de anteparo para os membros superiores e são utilizadas apenas para evitar movimentos bruscos que possam produzir dor. ‘‘Seu uso permite algo muito importante para a recuperação dos tecidos, que é a mobilização. De fácil colocação e remoção, a tipoia proporciona maior segurança ao paciente’’, descreve o ortopedista Sidney Schapiro. As órteses também ajudam no melhor posicionamento do corpo. ‘‘Elas servem para imobilizar e posicionar segmentos corpóreos ou coluna (coletes), atuando no tratamento de fraturas ou lesões ligamentares, por exemplo’’, acrescenta o Dr. Rogério Lima.

2) EMPLASTRO (ADESIVO)

Tem função analgésica assim como o calor e o frio, e está na classe dos medicamentos. ‘‘Esses produtos devem ser usados com restrição em pacientes alérgicos aos componentes da fórmula, assim como ao adesivo’’, alerta o Dr. Schapiro.

3) ESTIMULADOR NEUROMUSCULAR

Trata-se de um dispositivo que, quando aplicado sobre a pele, libera pequenas descargas elétricas que estimulam mecanismos fisiológicos analgésicos. A intensidade e frequência dessas descargas reconhecidamente são eficazes contra a dor e totalmente inócuas”, explica o gerente de produto da FQM, Fernando Martins, acrescentando que para melhores resultados recomendam-se aplicações de 20 a 30 minutos, de duas a três vezes ao dia, próximas ao local da dor, porém o dispositivo pode ser utilizado por mais tempo. O produto pode ser usado em casos de lombalgias, osteorartrites, artroses, dorsalgia, tendinite e dores musculares crônicas nas extremidades superiores e inferiores.

4) AEROSSOL, POMADAS E LINIMENTO PARA CONTUSÕES

Em termos funcionais, os sprays são semelhantes aos emplastros. ‘‘A maior diferença está na aplicação, que é mais imediata’’, diz o Dr. Schapiro. Um exemplo para esses produtos é o gelo em spray que reduz o inchaço e alivia a dor. São indicados para praticantes de atividades físicas’’, descreve a Hypermarcas, via assessoria de imprensa. Este tipo de produto alivia a contusão e facilita a massagem local, além de possibilitar a aplicação em áreas de dificil acesso.

5) PREVENTIVOS

Atletas ou pessoas que realizam atividades físicas regularmente também podem evitar alguns tipos de lesões com produtos disponíveis no mercado, que vão além das tradicionais joelheiras e tornozeleiras, por exemplo. Existem aqueles que protegem as articulações, diminuindo o risco de entorses e pós-entorses, contusões e luxações de membros e músculos; e as que mantêm os músculos firmes e aquecidos, além de estimular a irrigação sanguínea através da compressão. Existem ainda os produtos que trabalham elástico de alta compressão indicados para recuperação e correção postural.

Sites do Grupo

logo-contento
logo site

Contate-nos

1396561723 social facebook box blue   1396561730 social twitter box blue   1396561765 youtube

Guia da Farmácia: Revista dirigida aos profissionais de saúde
Rua Leonardo Nunes, 198
Vila Clementino – CEP 04039-010
São Paulo – SP


Telefone (11) 5082-2200
comunicacao@contento.com.br